Olá a tod@s!

Tenho um terreno perto de Castelo Branco que está a precisar de muito Amor, entre as aldeias de Cebolais de Cima e Alfrivida.

Por não estar disponível para dar o Amor necessário gostaria que alguém o fizesse. Não alugo, nem vendo, disponibilizo para que o trabalho iniciado tenha uma continuação.

A ideia é criar uma pequena comunidade onde o amor e respeito por todos sejam os valores centrais. 

CARACTERISTICAS DO TERRENO:

- Área de 4 hectares

- Plantas autóctones aí existentes: alecrim, perpetua das areias, hipericão, rosmaninho, esteva, poejo

- Plantações: eucaliptal, olival, vinha, figueiras, marmeleiros e romãs.

- Instalações: duas barragens, um tanque de água, um palheiro com galinheiro e estábulo, um barracão com divisórias, e uma pequena área para colmeias.

- Sem água potável. Sem WC.

- O terreno não é cuidado há cerca de 5 anos por isso necessita de uma limpeza geral.

Quem estiver interessado em visitar e falar mais sobre a possibilidade de viver lá contact-me para o meu e-mail: antonieta.pais@gmail.com

Posso enviar fotografias do terreno.

Abreijos!

Exibições: 175

Respostas a este tópico

Ola,
Vivo em frança e passo ferias em Tinalhas (perto de CB, aonde nasci).. Gostaria de falar consigo se a sua proposta ainda està vàlida.
Espero até brève!

Celia

tudo pode acontecer.

mas como é natural, temos de nos conhecer bem antes de tomar decisões.

Não era precavido, mas a vida tem mostrado que devemos ser objectivos.

fale me de si,e do que pretende. tenho forte convicção de ter o essencial para vários pequenos projectos, só que não posso ter dúvidas. aguardo.

Ola Liliana, ainda esta valida a oferta?

RSS

Publicidade

Economia de Transição

Somos uma Rede Social, com mais de 6.000 membros, especializada na facilitação de vida a Empreendedores de Transição para as Sustentabilidades.

Impulsionamos a Permacultura como filosofia e método de design em Portugal desde janeiro de 2009.

Fomos pioneiros na adaptação do Modelo de Transição à cultura e economia portuguesas!

© 2017   Criado por João Leitão.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço