APRESENTAÇÃO

O grupo eco-comunidades.pt foi fundado em Maio de 2011 com o objectivo de agregar pessoas interessadas em construir, integrar ou participar numa comunidade sustentável.

 

Partilhamos a vontade de viver num mundo mais sustentavel, onde as pessoas se sintam integradas na sua comunidade e respeitem a natureza.

 

Somos um grupo heterógeneo, geograficamente dispersos por Portugal e alguns no estrangeiro. Temos sonhos, expectativas, necessidades e compromissos diferentes, mas queremos construir uma rede de ecocomunidades em Portugal.

 

Vemos a diversidade de ideias e mentalidades como um desafio. Ela será a base da nossa resiliência às adversidades futuras.

 

Consideramos uma comunidade como um grupo de individuos que partilham um mesmo espaço, têm relações de reciprocidade e partilham recursos comuns para atingir fins comuns. Consideramos como sustentáveis as comunidades que se desenvolvem em volta do príncipio segundo o qual o uso dos recursos naturais para a satisfação das necessidades presentes não pode comprometer a satisfação das necessidades das gerações futuras.

 

Para isso queremos construir comunidades que respeitem os seguintes principios:

  • ecologicamente correcto
  • económicamente viável
  • socialmente justo
  • culturalmente diverso

 

 

QUEM SOMOS E O QUE QUEREMOS

http://tinyurl.com/6Kg4ksy

Da análise do questionário de levantamento de interesses podemos concluir que somos maioritariamente portugueses, com residência mais expressiva nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto. Cerca de 2/3 têm entre 30 a 45 anos e formação universitária (93% têm pelo menos o ensino secundário completo). Seis em cada dez não têm um emprego estável.

 

A maioria sonha integrar uma comunidade rural ou uma comunidade em Aldeia (recuperação de aldeia abandonada ou semi-abandonada). Há no entanto espaço para os que preferem viver numa comunidade semi-urbana (com horta), numa comunidade urbana (ocupação legal de um edificio urbano abandonado) ou apenas ter uma horta num espaço comunitário.

 

Mais de 70% quer intergrar de forma plena uma comunidade sustentável, 27% preferem manter a sua forma de vida actual, desejando participar nas actividades duma comunidade em part-time.

 

 

ORGANIZAÇÃO

Por ora somos apenas um movimento informal agregando quase duas centenas de pessoas num grupo baseado no Facebook. No futuro próximo queremos tomar a forma de uma organização formal democrática, associativa, sem fins lucrativos e que defenda a cooperação entre os seus membros e as ecocomunidades que surgirem no seu seio. 

 

 

ADESÃO E PARTICIPAÇÃO

A adesão ao grupo eco-comunidades.pt é voluntária e a titulo individual. Não serão colocados quaisquer critérios de selecção para além da vontade expressa de participar.

 

É desejável — mas não obrigatório — que após a aprovação do pedido de adesão os novos membros se apresentem ao grupo no mural e preenchao o questionário de levantamento de interesses ( http://tinyurl.com/3dnyd2x ).

 

O mural do grupo é por ora o centro da sua actividade, aqui qualquer membro poderá publicar opiniões, apresentar propostas, divulgar eventos e actividades respeitando os objectivos do grupo e os restantes membros. Qualquer forma de ofensa pessoal será de imediato sinalizada. Se o comportamento ofensivo persistir, o membro em questão será convidado a sair do grupo ou bloqueado pelos administradores em caso de comportamento extremo.

Fórum de discussão

Projecto condomínio de pré-fabricados

Iniciado por Bruno Neves. Última resposta de Roseane Rocha segunda-feira. 1 Resposta

Procura-se terceiro elemento para realizar projecto com 3 pré-fabricados.Trata-se de conseguir uma habitação barata nos arredores de Lisboa, para quem exige boas condições mas esteja aberto a tipos…Continuar

DISPONIBILIZO TERRENO

Iniciado por Antonieta Lopes. Última resposta de Joaquim Martins Castro 18 Fev. 3 Respostas

Olá a tod@s!Tenho um terreno perto de Castelo Branco que está a precisar de muito Amor, entre as aldeias de Cebolais de Cima e Alfrivida.Por não estar disponível para dar o Amor necessário gostaria…Continuar

Tags: comunidade, cedência, terreno

Formação gratuita isolação ecologica com cal e canhamo

Iniciado por Murielle LEKIEN 24 Ago, 2012. 0 Respostas

Venham aprender a realizar uma isolação ecológica de cal e cânhamo, as refeições vegetarianos são oferecidos. A vossa estada permitir-vos -á também descobrir o carneiro hidráulico, as técnicas de…Continuar

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de eco-comunidades.pt para adicionar comentários!

Comentário de Sara Alves em 1 fevereiro 2015 às 17:02
Comentário de Virginia M M Rodrigues em 13 julho 2014 às 21:23

Terapeuta de Reiki e Cura Quântica, especialmente vocacionada para os Animais e Meio Ambiente  Procura alojamento em troca de serviços, de preferência ligados a animais  caso saibam de alguma oportunidade pfv enviar msg privada  Mto Obg

Comentário de Deborah Moura em 30 março 2014 às 15:30

Há um novo projecto a dar os 1ºs passos numa aldeia perto de Gouveia... A ideia principal é transformar uma antiga fábrica numa pequena aldeia educacional. Estão a aceitar colaboradores, seja para uma ajuda pontual ou até mesmo para lá viver. Já há algumas acomodações disponíveis nas infraestruturas existentes mas também espaço para acampar e estão a começar a tratar da horta.

Quem estiver interessado em conhecer melhor o projecto, pode contactar a Tita: 

http://permaculturaportugal.ning.com/profile/MariadeFatimadaSilvaPe...

Comentário de delfim fernandes em 30 março 2014 às 15:03

Olá sou o delfim Fernandes tenho uma quintinha com 15000 m2 localizada numa zona do centro e próximo a praias, termas. E tenho o sonho de  desenvolver um projecto  comunitário/solidário, que depende de vários factores sendo um deles encontrar pessoas honestas com o mesmo objectivo. 

N: potenciais interessados, podem comunicar para<df4837@gmail.com>

 

Comentário de Cultivar Biodiversidade (Tito) em 4 outubro 2013 às 12:18

Olá Carla Ladeira, e que tipo de âmbito ou localização para esse projecto que gostarias de envolver?

Saudações

Comentário de Carla Ladeira em 26 setembro 2013 às 20:59

olá

neste momento vivo num país africano, mas estou orientar as minhas energias para regressar a pt para viver mais calmamente, numa terra nao poluída, sossegada. agricultura, artesanato, ofícios,... 

considero a possibilidade de contribuir para um projecto comunitário.

alguém tem contactos? ideias? sugestões? projectos?

carla

Comentário de Sara Anahory Vapaos em 17 setembro 2013 às 23:35

Para quem esteja interessado, por sentir que poderia ser uma bela ideia criei um grupo no facebook na esperança que sirva para novos e bons encontros e pais e filhos...https://www.facebook.com/groups/653940041291095/

Comentário de Jorge M M Mendes em 16 setembro 2013 às 23:59

Olá sou o Jorge Mendes tenho uma quintinha com 12000 m2 localizada numa zona de reserva ecológica (Rio de Moinhos,Penafiel) e tenho o sonho de um dia poder desenvolver um projeto comunitário, que depende de vários fatores sendo um deles encontrar pessoas com o mesmo objetivo.

Comentário de Paula Soares em 3 junho 2013 às 18:12
Comentário de Cristina Almeida em 4 abril 2013 às 14:49

Bem haja a todos! Sou bodyworker e Instrutora de Yogasanas. Estou de volta a Portugal e procuro uma comunidade para continuar a desenvolver a minha prática e evoluir espiritualmente. Caso conheçam ou vivam em alguma que me queira "acolher", digam-me ;)

Hari Om

 

Membros (105)

 
 
 

Publicidade

Economia de Transição

Procuramos Empreendedores Sociais!

Somos uma Rede Social, com mais de 6.000 membros, especializada na facilitação de vida a Empreendedores de Transição para as Sustentabilidades.

Somos parceiros da Focuspriority, focada na aplicação de Mapeamento de Conhecimento à Auto­eficácia de Empreendedores, na Modelagem de Negócios Verdes e Gestão da Inovação.

Impulsionamos a Permacultura como filosofia e método de design em Portugal desde janeiro de 2009.

Fomos pioneiros na adaptação do Modelo de Transição à cultura e economia portuguesas!



Procuramos Empreendedores Sociais!

Aceita o desafio! Candidata-te! 

© 2017   Criado por João Leitão.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço