Quadrilha Valente
  • Masculino
  • Alentejo - Amareleja
  • Portugal
Compartilhar no Facebook
Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Eventos
  • Grupos (8)
  • Vídeos

Amigos de Quadrilha Valente

  • Pedro Manuel Guerra Pereira
  • Jorge Morais
  • Xana Libanio
  • Maria Fernandes
  • Beatriz Graça
  • Guilhermina Reis
  • Monica Gomes-Youens
  • Antonio Miguel Reis Teixeira
  • EcoAlentejo
  • Jean-Marc Duclos
  • Luís Miguel
  • Elsa Maximiano
  • Facilitadores EBC
  • Maria Laura Nunes das Neves
  • Paulo Brito FénixSpirit

Presentes recebidos

Presente

Quadrilha Valente ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de Quadrilha Valente

Informações do Perfil

Telemóvel
914485624
E-mail:
marcos.k.valente@gmail.com

Procura-se permacultora

A fantástica quadrilha Valente perdeu infelizmente um importante elemento da quadrilha. Procuramos permacultora solteira e divertida para fazer parte do nosso projeto de transição e eventualmente algo mais :-) 

Respostas para: marcos.k.valente@gmail.com

Caixa de Recados (7 comentários)

Você precisa ser um membro de Rede EBC para adicionar comentários!

Entrar em Rede EBC

Às 1:11 em 14 julho 2014, Jean-Marc Duclos disse...

Boa noite quadrilha Valente,

Quase quase, temos um pequeno abrigo em madeira, mas com telhas, genero campismo de luxo com sacos de cama!

Do ponto de visto sanitario, temos dois abrigos, onde temos: uma zona "duche" (trazer o balde de agua), e uma casa de banho seca.

As 6as sab e domingos permitem apreciar a "opulencia da vida moderna" em Lisboa no resto da semana... ;-)))

Até breve. Jean-Marc

Às 21:30 em 22 maio 2014, Jorge Morais disse...

Olá Marcos, também gosto das tuas fotografias, muito diferente do sitio onde estou agora Londres ;) Em breve estou de volta ai a Portugal, pode ser que passe por ai para conhecer te a ti e ao teu projecto. Um abraço

Às 12:19 em 22 janeiro 2013, Artur Esteves disse...
Quadrilha Valente
Muito grato pelo comentário da Moringa, continuo interessado e quero aproveitar o convite para ir até Colos. Talvez na Primavera...
Às 20:51 em 18 junho 2012, Artur Esteves disse...

Viva!

Vi a referência à Moringa e gostaria de umas palavrinhas sobre tua experiência com a Àrvore milagrosa.


Artur.

Às 21:25 em 19 janeiro 2012, Tatiana Dionisio disse...

eh eh fui a primeira , eu vou falar com os meus colegas depois mando uma lista das actividades que queremos realizar no acampamento , e espero que esta actividade se realize foi uma ideia espectacular , os meus comprimentos professor 

Às 0:00 em 19 janeiro 2012, Luis Carvalho disse...

Viva,

a minha vinda para o Alentejo é também relativamente recente, e ainda não estou a viver definitivamente, passo é cada vez mais tempo por aqui, como é agora o caso. O lugar retratado nas imagens, é uma quintinha próxima da Vidigueira, muito sossegado, onde só se ouvem práticamente os pássaros. Desejo que tudo corra bem na recuperação do teu monte, irá valer, sem qualquer dúvida, a pena, e depois não quererás mais nada. Tenho estado atento a iniciativas por estes lados, temos um dia de nos juntar todos, todo o pessoal do Alentejo, há já muitos permacultores por aqui, ou pelo menos aspirantes a sê-lo.

um permabaço também para ti!

Luís Carvalho

Às 15:20 em 21 março 2011, Paulo Brito FénixSpirit disse...

Olá Marcos,

estou no momento de arranque funcional a que muitos chamam gestação, para mim realidade, já naceu, mas para alem de mim existem toda uma rede de nascimentos e sincronias que podem por a ideia para alem da ideia, globalmente. Ainda não criei autonomia, estou a "transitar" dentro e fora, vivo no local em que pretendo ficar, à cerca de um ano, com muito improviso e a acabar coisas da energia antiga. Não havia aqui onde ficar, nem água, nem nada disso, mas havia e há uma riqueza natural enorme que pretendo fazer parte e viver com ela deixando que ela tambem viva comigo e com quem se integre neste projecto de vida que me parece um pouco ambicioso mas possivel. Por isso ainda não tomei grandes medidas, nada de definitivo, só construções provisórias de minimo impacto, acho que ainda não pertencia aqui, ainda não pertencia à terra e ela tem-me ensinado pacientemente o que vou precisando para poder ir em frente. Vejo que sei muita coisa e sou um ignorante, no sentido Terra. Não é projecto para desenvolver sozinho, mas só agora sinto, sinto o momento de abrir a energia a quem pretende aceitar o desafio de activamente participar aqui na transição, sua, do local e das comunidades envolventes em que me pareçe possivel fazer bastante atravez mesmo dos recursos já existentes.

Um abraço

 

 
 
 

Publicidade

Economia de Transição

Somos uma Rede Social, com mais de 6.000 membros, especializada na facilitação de vida a Empreendedores de Transição para as Sustentabilidades.

Impulsionamos a Permacultura como filosofia e método de design em Portugal desde janeiro de 2009.

Fomos pioneiros na adaptação do Modelo de Transição à cultura e economia portuguesas!

© 2017   Criado por João Leitão.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço