Rede TPP

Facilitamos a vida a Empreendedores de Transição para as Sustentabilidades

   Desde janeiro de 2009: Rede TPP | Transição e Permacultura Portugal | Cada vez mais conscientes, empreendedores, resilientes, simples e felizes!

   O homem do futuro (...) com memória do passado, vai conseguir construir o futuro, ou seja, juntar a cidade e o campo, Gonçalo Ribeiro Telles

   Capacitação: Roteiro do Mapeador de Transição | Ciclo Mind Mapping EU | Associação TPP Projeto TPP jobs | Artigo em destaque: Dar o exemplo

 

Enxertia de garfo para principiantes

Fica aqui uma breve explicação sobre a enxertia de garfo, possível em várias espécies de árvores. Esta técnica funciona em limoeiros, laranjeiras, tangerineiras, pereiras, macieiras, cerejeiras, nespereiras, etc.. É ainda possível enxertar um limoeiro com garfos de laranjeira, passando a árvore a dar limões e laranjas, tal como é possível ter uma pereira a dar pêras e maçãs. Existe ainda uma árvore selvagem da família da pereira (que dá uns frutos pequeninos e amargos, não comestíveis) presente nos bosques e serras do norte de portugal, chamada escalheiro Bravo, e que pode receber garfos de pereira e macieira. No caso de enxertada com sucesso passara a dar maçãs ou pêras.

O objectivo principal da enxertia é conseguir reproduzir as qualidades dos frutos de uma árvore noutra árvore cujos frutos não são tão saborosos ou mesmo apropriados para consumo humano, ou então conseguir que uma árvore estéril passe a dar frutos.

***

Alguns termos que poderão variar entre regiões:

garfo - ponta da árvore com as qualidades a reproduzir, cortada da árvore "dadora" e que pretendemos introduzir na árvore hospedeira. O tamanho dos garfos varia de acordo com a espécie, mas são cortados a partir das pontas mais viçosas, tendo em média aproximadamente 30 centímetros.

padrão - ramo da árvore hospedeira que é cortado para receber o garfo.

***

- os enxertos de garfo devem ser feitos um pouco antes da primavera, antes da árvore hospedeira e da árvore "dadora" começarem a florir ou a dar rebentos. Isto varia um pouco, conforme as condições de clima/temperatura, mas é quase sempre no inicio da primavera.

- os enxertos não devem ser feitos na lua nova.

***


Fig. 1: vários garfos de cerejeira espetados numa laranja, com o objectivo de se conservarem por um ou dois dias (no caso de não serem utilizados no momento em que são cortados da árvore "dadora").



Fig. 2: Árvore "hospedeira" com braço cortado na horizontal que é o "padrão" que vai receber os garfos. É feita uma ranhura de aproximadamente 3 cm no centro do plano de corte.



Fig. 3: Padrão com "cunha" para manter a ranhura aberta até se introduzirem os garfos.



Fig. 4: Suporte do enxerto (neste foi usado um copo de plástico).




Fig. 5: Garfo introduzido na ranhura do padrão. A pele do garfo deve encostar à do padrão.




Fig. 6: Padrão com dois garfos introduzidos. É possível fazer o enxerto com um ou dois garfos.



Fig. 7: O enxerto é atado, apertando com cuidado. A corda usada neste exemplo é de plástico, mas é preferível usar uma corda feita de material vegetal tipo lã ou algodão. Se for usado plástico, mais tarde quando o enxerto pegar, é necessário remover a corda para não estrangular.




Fig. 8: O suporte do enxerto é subido e atado no fundo de modo a reter o substrato.

.



Fig. 9: Etapa final do enxerto - o suporte é coberto com terra argilosa (de maneira a cobrir o enxerto) e regado.


**********


Para finalizar: o resultado pode ser observado passado aproximadamente um mês. Se o garfo mostrar sinais de desenvolvimento, as probabilidades do enxerto ter sucesso aumentam. O suporte só deve ser removido passado um ano. Durante esse período deve-se regar o enxerto com alguma frequência, especialmente no tempo quente.

Sendo eu um iniciado nesta arte, actualmente a minha taxa de sucesso está nos 50%, com a excepção dos citrinos que é menor, parece-me que estes são mais difíceis de pegar.. De todas as maneiras, isto melhorará com a experiência..

Existem outras técnicas de enxertia que possivelmente aqui publicarei no futuro, à medida que for experimentando. Esta parece-me ser a mais fácil. Lamento não ter colocado este texto mais cedo, pois o meu último enxerto foi há 3 semanas e agora já começa a ser tarde para a utilização desta técnica, por estes lados já se vêm rebentos nas meninas..

Espero que as dicas sejam úteis e frutifiquem!





Exibições: 82604

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede TPP para adicionar comentários!

Entrar em Rede TPP

Comentário de leonor em 29 março 2010 às 23:29
grata, Marco, tá mt bom!Até acho q me atrevia a experimentar..!:)
Comentário de Ricardo em 26 março 2010 às 18:50
Bem hajas Marco por esta informação! Muito bem!
Comentário de BoB o Construtor em 26 março 2010 às 15:41
;) Muito bom documento!
Obrigado MArco!
NamastÉ!
Comentário de ManuelJ em 26 março 2010 às 14:20
Marco, que maravilha, com fotos e tudo. Não falta gente boa no PP. Obrigado pela partilha.

Oferta Rede TPP Leya

O Grupo Leya | D. Quixote oferece um vale de desconto de 5,00 € na compra do livro Modelo de Negócio EU (papel ou ebook) na Leyaonline.

LEYAMNE3SP30K é o código para validar a compra.

A editora oferecerá um livro, a um dos participantes no Ciclo Live Mind Mapping EU, na sessão do próximo dia 7 de outubro.

Iniciativas TN:

Portugal

Paredes

Pombal

Portalegre

Sintra

Telheiras

Universidade do Minho

Gaia

Aldeia das Amoreiras

Rio Tinto

Linda-a-Velha

Coimbra

FCUL - Univ. Lisboa

Cascais

Braga

Évora

Caldas da Rainha

Madeira

Planície alentejana

São Brás em Transição

Covilhã

Internacional

Brasil

Global Transition

REconomy Project

Transition Culture

Transition Network

Badge

Carregando...

© 2014   Criado por João Leitão.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço