Somos todos Empreendedores Sociais e Conscientes?

Vivemos desafios extraordinários. A nossa sociedade faz parte de uma aventura humana, de uma civilização, que foi capaz de construir os espelhos, com que já podemos observar, o legado que deixámos ao futuro, e que temos a oportunidade de reescrever.

E o que vemos nós? Serenamente, com ponderação, devemos reconhecer, que fomos capazes de celebrar o melhor da humanidade nas artes, ciências, engenharias, sistemas jurídicos e políticos, na riqueza e diversidade de estilos de vida, ou seja, em quase todos os domínios da acção humana.



Observando com mais atenção, verificamos que baseámos a nossa prosperidade, sobretudo numa parte do que é ser humano, a mais competiviva, agressiva, egoísta. Suportados pela energia abundante e barata, realizámos de forma muito desigual, expectativas de consumo, sem compreendermos bem, as ligações entre nós e os sistemas de que dependemos, as outras espécies, o Planeta Terra. Podemos viver de forma saudável, repensando e agindo, no quadro de uma nova economia e cultura, que os nossos filhos, nos convidam a construir, agora, como cuidadores de tudo e todos.

Precisamos de uma nova prosperidade, que inclua todas as dimensões do que é ser humano num planeta finito. Intuitivamente, sabemos que temos que nos reinventar, reinventar sistemas, novas formas de mensurar objectivos colectivos de longo prazo. O universo pede-nos coragem, idealismo, mas também muita objectividade.

Temos que sair dos limites do nosso interesse pessoal, e incluir o interesse colectivo, de humanos e não humanos, da Biosfera, fazendo-o de forma suave, alterando progresivamente comportamentos e instituições. Potenciando o melhor de nós e dos outros. Acreditando que somos muito mais, do que o actual modelo económico e social, nos tem permitido expressar. Somos cooperativos, criativos, amorosos, justos, inteligentes.

Inteligência aplicada, poderá significar criarmos uma história do futuro que inclua todos. Urbanos e rurais. Ricos e pobres. Jovens e velhos. Mulheres e homens. Liberais e conservadores. Todos podem ser importantes. Todos podem dar um contributo significativo.

Sejamos francos. Estamos em rota de colisão com a realidade. Corremos o risco de colapsar como civilização.

Escolhamos ser empreendedores sociais e conscientes. Sejamos as pessoas da economia da felicidade na simplicidade!

Exibições: 442

Tags: permacultura, permaculture, portugal, transition, transição

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede EBC para adicionar comentários!

Entrar em Rede EBC

Comentário de Carla Antónia Marques Vale em 14 janeiro 2013 às 14:19

Parabéns a todos os protagonistas desta " História ". Sem duvida que esta rede tem contribuído muito para a mudança e tenho a certeza que se trata de uma mudança para melhor !!!! Muita força para que todos juntos continuaremos a fazer algo por nós próprios... sejam Felizes !!!!!

Comentário de João Manuel Soares Travessa em 14 janeiro 2013 às 13:03

Perseverança é o importante. Mantenhamos a máxima: "grão a grão enche a galinha o papo".

Comentário de Maria Eduarda Paula Brito Pina em 13 janeiro 2013 às 18:43

Boa pergunta! Podemos ser sempre mais empreendedores e conscientes! Mas a equipa que deu inicio a esta plataforma tem um efeito contagiante sobre os demais. Falando em termos pessoais, esta rede tem-me contagiado muito e dado esperança para acreditar num mundo melhor, pelos bons exemplos que tem dado a conhecer e pela partilha dos mesmos.

Parabéns à equipa responsável pelo trabalho que tem desenvolvido até hoje e a todos os que tem divulgado as suas iniciativas através  desta rede social.

Eduarda Pina  

Comentário de Armindo Pereira de Magalhães em 29 março 2011 às 19:06

O direito à simplicidade, à diferença. o consumismo sem sentido. Mudar o paradigma do crescimento económico como a única saída desta ". Qual é o bjecto de todos nós? termos muito ou sermos felizes com pouco.

Contém comigo

Comentário de Maria Gomes em 29 março 2011 às 16:37

Isso mesmo: a evolução Islandesa é a nossa revolução!

Um por todos e todos por todos!

Comentário de Maria Lopes em 29 março 2011 às 16:08

Mudar é preciso ! e essa mudança tem de partir da cidadania !Políticos  Egocêntricos têm de sair de cena.

Vamos divulgar a revolução Islandesa e acompanhar os seus resultados.Eu acredito na economia da felicidade na simplicidade! PermAbraços

Comentário de Ana Mafalda G. L. Reis Esteves em 29 março 2011 às 15:26
adorei o texto! é na organizaçao colectiva e na mobilizaçao dos individuos e a procura de respostas creativas que superem o já conhecido ou instituido que se descobrem possiveis caminhos la luta pela tranformaçao. decidamos como queremos viver, e como nos queremos relacionar com os outros e com o ambiente..caminhemos juntos re-creando formas de habitar o planeta e de conviver.
Comentário de Nascimento João em 29 março 2011 às 15:00
Espectáculo :) isto tá mesmo a mudar!!! O que virá a seguir???

Mapper
Comentário de João Leitão em 29 março 2011 às 13:57
João Jorge, estás a sugerir algo em concreto? :)
Comentário de João Jorge em 29 março 2011 às 13:55

Queridos amigos,

 

Notícias frescas e actuais!!

 

Se não tiverem tempo, vejam pelo menos os primeiros 12 minutos.

 

Neste vídeo podem ver como recentemente foram deitados por terra todos os pressupostos que definem a VIDA em si mesma.
Até agora a Vida era definida (limitada) dentro das leis da Física e da Química e como tal, subordinada às leis da termodinâmica. Assim como era também classificada como entrópica, o que já há muito tempo era contestado, sem surtir efeito na comunidade científica instalada.

O virologia (prémio Nobel) Montagnier, depois de publicar as suas provas, foi fortemente contestado e acabou por sair do seu país (França) para ser acolhido pela China!

Não sei se estão a perceber bem as implicações destas provas... Os manuais das escolas e universidades simplesmente deixam de servir porque estariam a induzir em grande erro os actuais estudantes, ou seja, não estariam a dizer a verdade mais actual...!

Mais ainda... desta forma, a razão pela qual se aplicam vacinas  e medicamentos simplesmente NÃO HESISTE...! Qualquer insistência por parte dos "especialistas" habituais (corpo médico) para seguirmos as suas indicações, estariam sem fundamento e tremendamente desactualizadas, o qual, verifica-se que no mínimo estariam a por em perigo a saúde sem razão.

 

O vídeo mostra como foi agora provado perante o público, que a vida transmite-se por campos electromagnéticos…!

 

A partir de agora, a Física, Química, Biologia, Medicina, etc. estão viradas do avesso e têm de ser totalmente revistas nas suas conclusões, o que me parece fabuloso…! Aliás, os estudiosos (com espírito científico) deveriam estar muito contentes por poder reescrever a História da ciência e mudarmos todas as nossas acções implicadas com estas descobertas.

 

ISTO MARCA UM PONTO NA HISTÓRIA BRUTAL…!

 

Imprimam cópias destas provas e andem com elas na mala, para poderem argumentar perante os “especialistas”. Informem-se bem e tentem compreender isto, não podemos continuar a ter o “conhecimento de nós” próprios escondido nos arquivos da ciência!

Ignorar estas provas pela parte da comunidade científica, será no mínimo falta de respeito por toda a humanidade.




http://larouchepac.com/node/17802

Publicidade

Economia de Transição

Somos uma Rede Social, com mais de 6.000 membros, especializada na facilitação de vida a Empreendedores de Transição para as Sustentabilidades.

Impulsionamos a Permacultura como filosofia e método de design em Portugal desde janeiro de 2009.

Fomos pioneiros na adaptação do Modelo de Transição à cultura e economia portuguesas!

© 2017   Criado por João Leitão.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço