Comentários de Ana Paula J. N. A. Fernandes

Caixa de Recados (57 comentários)

Você precisa ser um membro de Rede EBC para adicionar comentários!

Entrar em Rede EBC

Às 9:47 em 7 junho 2017, Ana Paula J. N. A. Fernandes disse...
Escrevo ning mas ficou ninguém no comentário.
Às 9:40 em 7 junho 2017, Ana Paula J. N. A. Fernandes disse...
Bom dia, não percebo já o funcionamento deste ninguém.
Se a minha resposta está no sítio certo... Vou estabelecer o contacto, a Leonor está sempre a mudar de telemóvel, tenho de ir a casa dela primeiro e depois envio por e-mail.
Às 13:33 em 5 junho 2017, paulo barbosa disse...

Bom dia

Sou amigo da Lo (leonor albergaria),  sou de Évora  e ando a tentar encontrar forma de contacto com ela. Por acaso  não tem forma de a contactar. Desde já grato

Às 1:32 em 8 outubro 2011, Isabel Branco Ferreira disse...

Olá Ana ! Tenho andado numa lufa-lufa com os meus grupos de turistas e por isso nem tenho tido tempo para mais nada,senão para tentar dormir o suficiente para restaurar forças entre um dia e o que se segue. Cada ano que passa faz-se sentir mais o cansaço duma noite curta e dum esforço tanto físico como intelectual  mais exigente. Este ano, contrariamente ao que era de prever,acabei por ter trabalho continuadamente, tendo chegado á segunda época sem ter tido férias, o que tornou este sprint final intensivo de Setembro e Outubro um colosso duro de roer. Por acaso, o tour que deveria ter amanhã foi cancelado daí estar aqui a mandar-te um abraço de saudades dos saborosos momentos que me proporcionaste com a tua generosidade e franca simpatia. Um grande abraço querida amiga Ana Paula !

Às 10:17 em 7 julho 2011, Rui Rosa disse...

Olá Ana, eu estou bem, sempre muito ocupado com o trabalho e atividades no terreno....

Quando estiveres por estas bandas dá um toque para irmos beber um café. É pena a vinha do teu Pai ter tanta doença.... dá-lhe cumprimentos meus. O meu TM: 917797859.

Bjnhs

Rui Rosa

Em 6:43pm on maio 23, 2011, Isabel Branco Ferreira deu para Ana Paula J. N. A. Fernandes um presente...
Presente
Muito obrigada minha linda e muito querida amiga ! Que saudades... penso muito em ti com muita ternura !
Às 11:31 em 25 março 2011, isabel joao de jesus silva disse...

Olá mana,

a mãe disse-me que o Henrique partiu um braço. Foi o direito ou o esquerdo?  Muitos beijinhos para ele e as melhoras rápidas.

Mudámo-nos no dia 12. A Lynn ficou doente como nunca antes esteve. Apanhou uma bacteria na garganta, que mesmo com antibiótico demorou a ter melhoras.

Já comecei a esgravatar na horta mas ainda não plantei nada. Temos tanto para fazer. As macieiras já começaram a rebentar,agora não sei se ainda as posso podar. Também ainda não tenho tesoura de podar. Temos tanto que comprar. Vai-se assistindo às prioridades conforme se pode.

Nunca vi umas videiras como estas, têm o tronco que apezar de não ser grosso me parece velho, depois há uns ramos finos muito direitinhos que saem directamente da terra. Os vizinhos têm iguais.

O pouco que sei de agricultura, não se aplica exactamente da mesma forma aqui porque o tempo é muito diferente. Procuro informações nos sites em português (que muitas vezes são do Brazil). Comprei uns livros em alemão, que vou lendo...

Não conheço a maioria das plantas que temos. A Cordula encontrou uma planta que disse ser muito boa para comer, deu-me a provar (comi uma pontinha). Depois encontrei-a no livro mas dizem para ter cuidado porque há uma parecida que é venenosa...

Encontro muita coisa que não faço ideia se são ervas daninhas se plantas úteis.

Enfim... tenho muito para aprender.

Muitos beijinhos.

is

Às 14:31 em 23 março 2011, Luís Manuel Pinto Jordão disse...
Obrigado, amiga. Long time no see! A verdade é que tenho andado afastado por motivos pessoais. Por vezes as nossas prioridades alteram-se. No final de Novembro fui operado e tenho tido um acréscimo grande de trabalho neste início de ano. Não se pode desperdiçar as oportunidades que vão surgindo. Acima de tudo há que sobreviver. Além disso, os meus compromissos com o percurso espiritual têm vindo a acentuar-se, também. Como te disse, as prioridades alteram-se. Estamos num universo emergente em que nada é eterno ou permanente. Tudo se altera constantemente. Essa é a riqueza do dharmadattu. Um grande beijo e um grande bam-haja por te teres lembrado. Se não me apercebi do teu aniversário desculpa. Mesmo. Beijocas.
Às 12:00 em 28 fevereiro 2011, Carlos B. disse...

Muito obrigado. Contém com o meu contributo.

Saudações!

Às 21:41 em 27 fevereiro 2011, Miguel Eco disse...
Boa noite! Boa semana!
Às 12:20 em 21 fevereiro 2011, Jorge Rodrigues disse...
Obg :)
Às 23:49 em 13 fevereiro 2011, Nuno Dias disse...
Olá Ana,

Que bom receber a tua mensagem. Deixa que te felicite também por seres uma professora cheia de consciência, coisa que realmente tem feito falta ao sistema de ensino actual. Como deves ter percebido tenho 18 anos e estou a pagar pelo tempo que desperdiçei nas minhas incosciências de adolescente (nada com que nao consiga viver). O ensino profissional é de facto uma 'chachada' e até se faz com uma perna ás costas, no entanto o motivo da minha insatisfação está também para lá disso. Entendo claramente o teu ponto de vista e concedo-te por isso toda a razão do mundo mas deixa que te explicite a minha situação. Encontro-me a concluir o 10º ano num instituto profissional que de profissional pouco tem e que é na sua grande maioria frequentado por pessoas com todo o tipo de dificuldades cognitivas. Não estou com isto a querer incluir-me num patamar superior aos demais mas a verdade é que a verdadeira insatisfaçao provém nao só do facto do sistema de ensino não corresponder ás minhas necessidades mas também da falta de gente 'bonita' se é que me entendes. Preciso de quem tenha histórias para contar, de quem tenha conhecimento e sabedoria para partilhar, de quem possa ensinar-me e de quem eu possa ensinar. Quem me dê um propósito para continuar. É por isso que me sinto no dever de arriscar e de deixar para trás os falsos valores sociais que até agora me moldaram, de apostar num futuro íntegro que me traga a realização de que tanto preciso. É realmente triste olhar á volta e ver tantos olhares vazios.

Agradeço imenso a genuína 'preocupaçao' da tua parte Ana,
Muita luz!
Às 20:13 em 8 fevereiro 2011, Isabel Branco Ferreira disse...
Obrigada ! Ainda sinto o cheiro do campo mescla de maresia e estevas,de terra molhada e pinheiros beijados pelo Sol, delicio-me ao relembrar o quente do chá de basilico tão aromático e reconfortante, do pão da Dona Maria, barrado co um mel dum jardim das delícias,dos desenhos em cima do parapeito do mausoléu ( como O Luis acho que o chamou) e o outro na porta do frigorífico,de tantas e belíssimas coisas que seria um longa lista a enumerar...mas tudo se resume numa só coisa- a tua simpática e generosa hospitalidade e seres como és,... FABULOSAMENTE FANTÀSTICA !Obrigada
Às 19:44 em 2 fevereiro 2011, Joana Salomé Camejo Rodrigues disse...

Olá Paula

obrigada!

eu raramente aqui venho e às vezes posso não ver os comentários. Caso precises de me contactar directamente este é o meu email: jana_camejo@yahoo.com.

Abraço!

 

Às 22:17 em 1 fevereiro 2011,
Mapper
João Leitão
disse...
Nos próximos dias haverá novidades...
Às 18:30 em 28 janeiro 2011, Rui Rosa disse...
Ana vão comparecer mais uma ou duas pessoas para o workshop, põe mais uns quantos feijões de molho para a feijoada de buzinas. Ou estou enganado com a ementa???? mas não te preocupes muito com a comida porque se há batatas doces cozidas e azeitonas britadas ninguém se vai queixar com fome....
Às 18:05 em 28 janeiro 2011, Rui Rosa disse...
Ana, pretendo estar por volta das 9.00 horas na povoação de Rogil, se me demorar dá-me um toque, tm917797859 obgdo.
Às 17:16 em 28 janeiro 2011, Rui Rosa disse...
Olá Ana, só agora vi que me tinhas contactado. Sim sempre vou amanhã, e como de tudo, portanto não te preocupes comigo.
Às 16:01 em 24 janeiro 2011, Nuno Henriques disse...

Muito obrigado pela "recepção", sou bastante caloiro no tema. :P

Mas a vontade de aprender está cá!

Publicidade

Economia de Transição

Somos uma Rede Social, com mais de 6.000 membros, especializada na facilitação de vida a Empreendedores de Transição para as Sustentabilidades.

Impulsionamos a Permacultura como filosofia e método de design em Portugal desde janeiro de 2009.

Fomos pioneiros na adaptação do Modelo de Transição à cultura e economia portuguesas!

© 2017   Criado por João Leitão.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço